Sharing is caring!

A busca pela qualidade é incessante. Buscamos qualidade de vida, no trabalho, na alimentação, nos serviços e produtos que diariamente consumimos.

Em muitos casos a qualidade é invisível, praticamente imperceptível aos olhos de quem vê e consome, pois ninguém está prestando atenção no que está dando certo até que algo dê errado.

Pense no uso cotidiano de um smartphone, o maior agregador de possibilidades tecnológicas da atualidade. Com ele é possível fazer e receber ligações, assistir vídeos, acessar a internet, pedir comida, pedir um carro e tantas outras coisas que faz parecer que com o smartphone podemos tudo.

Você passa meses com tudo funcionando perfeitamente até que justamente aquele aplicativo que você mais usa tem um problema. Você se irrita, talvez até se desespere com o problema e não sabe resolvê-lo. Fecha o aplicativo, abre novamente, desliga o smartphone e liga novamente. Nada!

O problema está ali escancarado à sua frente quando então você lembra de que pode ter uma atualização e vai atrás dela. Voilá!!!! Você baixou uma nova versão do app que corrige o problema e provavelmente passará mais alguns meses sem pensar na qualidade entregue naquela nova versão que te salvou.

A qualidade de software é uma constante em nossas vidas e por uma enorme parcela de tempo sua função é ser invisível. Você não se dá conta de todos os lugares e coisas que você se relaciona diariamente que possuem equipes enormes de profissionais que buscam manter a qualidade dos sistemas que permeiam nossas vidas.

Ao entrar numa arena e assistir uma partida Olímpica, são vários os sistemas que a torcida interage e não se dá conta. Os enormes placares do estádio, as TVs nas quadras de algumas modalidades, as linhas virtuais que exibem os recordes nas disputas das piscinas de natação.

Você já parou para reparar a quantidade de informação e estatística são exibidas numa corrida de Fórmula 1?

Todas as informações ali contidas fazem parte de sistemas com requisitos, regras de negócio, regras do esporte dentre tantas outras particularidades inimagináveis para o público que assiste ao vivo ou em casa uma competição.

O interessante é pensarmos que existe um esquadrão de profissionais que ganham suas vidas realizando um trabalho de formiguinha. Dia após dia, sistema atrás de sistema testando e validando que todas as interfaces, páginas, telas, botões e formulários funcionem exatamente como o esperado pelos usuários. 

Um dos sistemas que mais nos relacionamos é do das maquininhas de cartão, onde algumas têm seus próprios sistemas, os chamados POS, outras criam uma interface com smartphones, os MPOS.

Quando um cliente realiza uma compra, há muito mais por trás de inserir o cartão e digitar a senha correta. Há por trás uma gama de sistemas e empresas que trabalham em conjunto para que uma venda seja aprovada e o produto entregue ou serviço realizado.

Aqui na Zoop temos um time com 10 pessoas que trabalham diariamente com foco na qualidade dos serviços. São testes manuais e automatizados e um conjunto de processos e padrões que garantem, mantêm e controlam todos os serviços e produtos que desenvolvemos.

Realizamos um trabalho no estilo crossover com as áreas de Desenvolvimento, UX, Produtos e Negócios. Juntos conseguimos ter uma visão do negócio como um todo alcançando a excelência na qualidade com foco no produto mirando sempre a visão dos clientes. 

Ser invisível é o nosso objetivo, e a maior prova de que a qualidade foi implantada da melhor maneira!

Posted by:Pedro Estima

<div dir="auto">Pedro Estima, Analista de Testes na Zoop, 15 anos de experiência na área.</div> <div dir="auto">Carioca da gema e tricolor de coração.</div>

Deixe seu comentário