A Transformação Digital é um processo de evolução que engloba melhorias em diversos setores e ações empresariais. Para que seu desenvolvimento seja pleno e sua aplicação efetiva, é necessário analisar alguns aspectos, dentre os quais, está o desenvolvimento de softwares e das linguagens de programação.

Os programadores de back e front end, os engenheiros de dados e os arquitetos de soluções, se tornaram alguns dos protagonistas no desenvolvimento de ferramentas e tecnologias para viabilizar a Transformação Digital. Com o crescimento dessa tendência, é importante  analisar qual o estado do desenvolvimento na Transformação Digital e como o trabalho por trás das linhas de códigos se faz fundamental em todo o processo evolutivo.

Convido você a acompanhar mais sobre essa discussão aqui:

O papel do Desenvolvimento na Transformação Digital

Como você já sabe, os Devs são os profissionais responsáveis pelo desenvolvimento de soluções tecnológicas. O que você talvez não saiba é que eles, na verdade, viabilizam a Transformação Digital. De acordo com a Gartner, ele são um importante contraponto no desenvolvimento digital, afinal, são de mãos “analógicas” que surgem as inovações digitais.

A Transformação Digital não é algo que orbita apenas a TI. A organização como um todo passa por um processo transformador, afinal, é um conceito muito mais abrangente do que uma simples mudança de ferramentas e processos. A Transformação Digital demanda renovação de conceitos profissionais, e isso implica diretamente na mudança de perspectiva de todos os colaboradores.

E o que isso tem a ver com o papel dos Devs?

Tudo! Afinal, eles precisam estar em sintonia com a empresa, que, por sua vez, precisa estar em sintonia com os conceitos de TD para, então, desenvolver-se de maneira holística. O time de tecnologia demanda um alinhamento com os conceitos de Transformação Digital, para que seja possível executar o trabalho de maneira mais plena e eficiente.

E para tornar a TD algo ainda mais palpável e executável, as empresas precisam ampliar seus leques profissionais e englobar colaboradores capacitados para desenvolver esses conceitos e aplicá-los em seus projetos. Segundo um levantamento da CIO junto com o i-Hunter, a Transformação Digital fica ainda mais completa quando as empresas contam com:

  1. Engenheiros de dados;
  2. Arquitetos de soluções;
  3. Técnicos em segurança de infraestrutura e informação;
  4. Analistas de testes;
  5. Analistas de Business Intelligence;

Um time completo como esse é capaz de desenvolver a tecnologia, tendo como background um mix de tendências e conhecimentos, impactando diretamente no desenvolvimento de novos projetos.

Desafios enfrentados

Os grandes desafios enfrentados pelos desenvolvedores envolvendo a Transformação Digital são:

1. Opção pelo mais barato

Muitas empresas ainda não possuem expertise digital suficiente para distinguir o valor do trabalho bem feito, quando este não é, digamos, palpável. Em muitos casos, as empresas que optam pelo desenvolvimento de ferramentas digitais buscam redução de custos. Consequentemente, acabam optando por soluções ineficazes ou equipes que não se encontram no padrão de excelência necessário para entregar uma solução efetiva. Esses problemas podem gerar descontentamento e afastamento das empresas em relação à TD, tendo como premissa que são “muito caras e entregam pouco”.

2. Mensuração da qualidade

Assim como acontece em outras áreas, é necessário aplicar métricas de controle de qualidade sobre os projetos desenvolvidos, para que os profissionais de tecnologia possam analisar o trabalho e aplicar as melhorias necessárias. A falta de critérios de mensuração da qualidade, como KPIs, compromete tanto a entrega, quanto o desenvolvimento de uma cultura digital dentro da organização.

3. Talentos e entrega

Reter uma equipe talentosa e fazer com ela mantenha-se atrelada às metas a serem cumpridas é um outro desafio. A programação e desenvolvimento de softwares é algo empírico e que demanda muita análise. Seja para criar ou para corrigir, essa análise demanda tempo. O perfil dos profissionais de sucesso neste ramo envolve inteligência, destreza digital, capacidade de gerar soluções e, claro, comprometimento corporativo. Se algum dos itens estiver faltando, a equipe precisa analisar seu modus operandi para manter-se comprometida com as datas e com a qualidade necessária.

Oportunidades e exigências do mercado

Os desenvolvedores estão em alta no mercado. Conforme as empresas adotam estratégias de Transformação Digital e passam a viabilizá-la em suas operações, cresce a demanda mercadológica referente a esses profissionais.

De acordo com um levantamento feito pela Umbler em 2016, em um universo de 1236 oportunidades profissionais publicadas na internet, existe uma grande demanda por desenvolvedores full-stack (os que dominam conceitos de front e back-end). As vagas dividem-se entre agências, startups e empresas de grande porte, o que aponta que existe oportunidade para desenvolvimento em todas as esferas, desde a terceirização (o que geralmente é feita pelas agências e startups) até as grandes empresas, como a Movile.

Vale ressaltar que o desenvolvimento de soluções mobile vem ganhando cada vez mais importância no mercado, o que faz com que os profissionais capacitados para desenvolvimento na web e plataformas mobile se tornem os mais requisitados.

Para aproveitar dos ventos que sopram favoráveis ao mercado de desenvolvimento, os profissionais precisam estar capacitados. Por isso, é importante entender quais são as linguagens de programação mais exigidas.

Segundo uma pesquisa da HackerRank, as skills mais demandadas para a contratação são:

  • JavaScript;
  • Java;
  • Python;
  • C++;
  • C.

Essas linguagens de programação já estão presentes há anos e ainda são as grandes bases do trabalho de desenvolvimento. Vale ressaltar que junto com os conhecimentos técnicos, um bom inglês e noções de administração e gerenciamento de equipes são fatores importantes para garantir uma oportunidade.

Dentre os conhecimentos que a HackerRank destaca como importantes para um desenvolvimento futuro estão:

  • Go;
  • Python;
  • Scala;
  • Kotlin;
  • Ruby.

A Transformação Digital demanda o desenvolvimento tecnológico e a criação de ferramentas capazes de fazer com que ela não seja apenas uma filosofia, mas sim um conceito aplicável que traga mudanças significativas para as operações e mindset empresarial.

Um olhar mais aprofundado sobre a realidade do desenvolvimento aponta para uma escassez de mão de obra e o surgimento de oportunidades de trabalho, nas quais são exigidas mentalidade digital e vasto conhecimento para criação de soluções.

Lembre-se que este trabalho demanda expertise e exige integração com a filosofia empresarial para que bons resultados sejam colhidos. Acreditar na Transformação Digital é algo que se traduz em melhorias, porém, para isso é sempre necessário olhar com bastante atenção para o coração da transformação, que é o setor de desenvolvimento.

 

Tiago Magnus atuou nos últimos 10 anos em projetos digitais, trabalhando com marcas como Lenovo, Carmen Steffens, Mormaii, VTEX, Carrefour, Centauro, entre outras, e como sócio de uma das principais agências digitais do Brasil. Hoje, é Diretor de Transformação Digital na ADVB e Fundador do TransformacaoDigital.com

Posted by:Tiago Magnus

<i>Tiago Magnus atuou nos últimos 10 anos em projetos digitais, trabalhando com marcas como Lenovo, Carmen Steffens, Mormaii, VTEX, Carrefour, Centauro, entre outras, e como sócio de uma das principais agências digitais do Brasil. Hoje, é Diretor de Transformação Digital na ADVB e Fundador do TransformacaoDigital.com</i>

Deixe seu comentário