Liderança e Autoconhecimento: Como formamos líderes no grupo Movile?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Me conte o dia que você acordou e virou a chave que existe dentro de você e falou: hoje eu sou líder! Já parou para pensar se existe uma data exata?

Existe um vídeo do Simon Sinek que eu, particularmente, adoro sobre isso.

A liderança é uma transição. Um evento constante para ser feito dia após dia. Um acúmulo de pequenas coisas que, quando somadas, faz com que as pessoas passem, aos poucos, a te reconhecer como líder e a confiar na sua gestão. É por isso que liderança e autoconhecimento é fundamental.

Estou na Movile há 6 anos, em outro artigo no blog da Movile, compartilho um pouco sobre como tenho construído a minha carreira aqui, mas foi no último ano que aceitei o desafio de ter um time. 

No primeiro momento, achei que essas pessoas chegariam para me ajudar com a alta demanda da área e eu teria mais tempo para poder ver outras coisas. 

Isso aconteceu, mas uma parte desse tempo que surgiu era para olhar para esses seres humanos que estavam sob minha responsabilidade agora.

Liderança: os primeiros passos

De repente, eu tinha quatro pessoas com um mix de emoções, sonhos, expectativas, motivações variadas para desenvolver, isso sem contar nas minhas próprias coisas.

E, como disse, não acordei em um belo dia com a chave virada para me tornar uma líder pronta para elas. 

Mal sabia que esse era o desafio mais complexo que eu teria na liderança, muito mais que qualquer meta ou projeto que eu já tive que entregar enquanto especialista. 

Durante a minha trajetória passei por vários(as) líderes que me ensinaram muito e me formaram como profissional e, eu nem sabia, mas já estavam me formando como líder também.

Com eles e elas, eu aprendi o que eu queria fazer e o que não queria fazer, mas não é só isso. 

O apoio, nesse momento, da empresa é fundamental para que você consiga fazer esse desenvolvimento constante e seja a voz da Movile dentro do time para perpetuar a nossa cultura, engajar aquelas pessoas, entregar resultado enquanto elas crescem e se desenvolvem pessoal e profissionalmente. 

Mas como a Movile poderia me ajudar nessa missão de me tornar líder?

Bom, mas como a Movile poderia me ajudar nessa missão de me tornar líder se liderança não é ler um livro ou fazer um treinamento e pronto?

Foi daí que surgiu o LeaderShift, programa de desenvolvimento contínuo da liderança de todas as empresas do Grupo, dividido em tipos de líderes e com trilhas de conteúdo focada para cada momento desse processo. 

Através da constância, vários(as) líderes estão sendo treinados e formados para suportar nosso crescimento acelerado. 

Acreditamos que negócios que crescem são formados por pessoas que crescem!

Se quiser saber mais sobre nossas iniciativas, confira o artigo sobre os 5 elementos que aceleram o desenvolvimento das pessoas no Grupo Movile. 

Autoconhecimento é fundamental!

Em julho participei da primeira turma e não poderia ser outro tema: AUTOCONHECIMENTO. 

Antes de ser líder, eu precisava saber quem eu era, qual era meu estilo de liderança, minhas fortalezas e os pontos de atenção. 

Mas vamos combinar que quando alguém pensa sobre um “curso de liderança sobre autoconhecimento” a preguiça já domina seu corpo inteiro. 

Mas, como tudo no nosso ecossistema, sempre somos surpreendidos(as) com algo inovador. Passamos o dia todo falando de nós e escutando os outros, em uma troca mútua de experiência e com muito humor. 

Neste dia, criei um mindmap de algumas lições extremamente importantes e que eu quero compartilhar com vocês: 

  • Revisite constantemente seus sentimentos, entenda o que você sentiu, o porquê, quais sãos os gatilhos que levaram o seu corpo ter uma ativação biológica sobre aquele evento;
  • Promova mais encontros com você e se permita fazer exercícios que façam você escapar da rotina para gerar hormônios positivos;
  • Saiba ressignificar suas memórias para tirar o melhor delas; 
  • Não tenha vergonha de reconhecer seus próprios pontos fortes e potencializá-los. Se permita receber carinho e não fique se cobrando apenas nos pontos de atenção; 
  • Escute genuinamente, sem falar, sem trazer sua vivência. Deixe a pessoa falar e compreenda seus filtros e sua personalidade; 
  • Entenda qual é seu estilo de liderança e crie um ambiente de confiança com o time. 

 

Precisamos estar bem com nós mesmos para estarmos bem com as outras pessoas, não tem jeito, afinal, liderar é uma troca constante e precisamos estar muito bem conectados(as) e alinhados(as) para que essa troca flua bem. 

O ponto positivo do autoconhecimento é saber que nessa caminhada eu vou errar, mas estou dentro de uma cultura que não tem medo do erro e incentiva a aprendizagem rápida. 

Entendendo meus gatilhos e ressignificando minhas atitudes, quero potencializar cada vez mais meus pontos positivos e do time. 

Enfim, isso foi o primeiro passo de um trilha muito maior que a Movile está preparando para o meu desenvolvimento e uma das coisas que eu estou buscando e depois aplicando no meu dia-a-dia, como o autoconhecimento impacta a liderança.

E você, o que você já fez por você hoje? Qual foi a última vez que você marcou uma reunião com você?

Autoconhecimento e Liderança

 


Quer saber mais sobre Autoconhecimento e Liderança?

Se quiser saber mais sobre Autoconhecimento preparamos uma playlist no Youtube sobre o tema, sua importância, dicas e muito mais! Confira aqui.

Natalia Zeferino

Natalia Zeferino

At Movile, currently I'm responsible for Internal Communication & Employee Engagement and I interact with all offices in Latin America, EUA and invested companies (merger and acquisition environment companies). I'm passionate about people and how we communicate with them to achieve great results!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: