Quando contamos histórias sobre inovação, a estrutura mais conhecida geralmente apresenta um grande líder e uma equipe, todos contaminados por uma nuvem de motivação, foco e recursos infinitos. Em geral, essa é a forma como contamos histórias de sucesso. A que vou contar aqui também fala sobre inovação, mas com um contexto mais mundano e real: a inovação bottom-up, que nasce a partir da identificação de uma necessidade e cria caminho através da empresa.

Atuo como Product Manager na Wavy e, com o tempo, pude observar alguns cenários na empresa mudando. Modelos de negócios se transformaram, uns ganhando mais espaço e relevância, enquanto outros já caminham após o período de maturidade, precisando ser reinventados. Até o momento, estávamos trabalhando com dois modelos de monetização principais: cartão de crédito nas lojas de aplicativos e operadoras.

Nunca parei de me perguntar como poderíamos misturar modelos e criar um novo produto. Sei que há espaço para isso e até cheguei a rascunhar algumas opções, mas era praticamente impossível validá-las sem precisar de um mínimo de desenvolvimento — e quem trabalha com isso sabe que desenvolvimento significa investimento. Precisava encontrar outras pessoas que me ajudassem a provar esse modelo.

storytelling_illustration.png

Storytelling

A estrutura básica de uma história envolve um arco simples: o problema a ser resolvido, os processos para resolvê-lo e a aplicação da solução definitiva. Sem perceber, acabei começando a encaixar toda a situação em um arco de história. Já sabia qual era o problema a ser resolvido, mas os outros pontos do arco ainda não existiam. Qual seria a solução? Poderia contar com a ajuda de quem? Como iríamos seguir?

A ideia era convencer pessoas a apostarem nessa ideia, e construirmos, juntos, uma solução para esse problema. Com o discurso embaixo do braço, passei a conversar com diversos colegas em toda a empresa para apresentá-lo. Foram muitos colegas, um após o outro. Recebia feedbacks sobre qual abordagem fazia mais sentido, qual obstáculo precisaria resolver, opções de caminhos a seguir, mas a história cativava apenas para essa uma conversa, esse um bate papo no café, esse “vamos ver isso aí”. Ter apenas um problema no discurso não levaria ninguém à ação, isso já estava claro. Nem todos querem se juntar a uma causa que, para eles, parece perdida.

[Problema] Precisamos encontrar um novo modelo de negócio que aproveite os produtos que já temos para garantir uma nova receita. Não podemos nos basear em apenas dois modelos de monetização, precisamos criar mais um.

Aliados

Continuei contando a mesma história, só que enriquecendo-a um pouco mais a cada feedback que recebia, até que um desenvolvedor da Colômbia resolveu se juntar à causa. No lugar do tradicional “vamos ver”, ele questionou a possibilidade de alterar um SDK nosso de validação de assinatura, para aceitar contas criadas fora do modelo tradicional — uma solução simples o suficiente para se aplicar, e forte o bastante para transformar a história. Para ficar mais fácil de entender, batizamos esse novo modelo de Account Kit, um nome fácil de ser replicado mesmo que você não saiba o que é um SDK ou validação de contas. O nome representava uma coisa, uma solução.

[Problema] Não podemos nos basear em apenas dois modelos de monetização, precisamos criar mais um. [Meio] Através do Account Kit, será possível validar contas criadas fora dos modelos atuais.

Agora tinha o problema e uma solução, mas entendi que a história continuava incompleta logo nas primeiras vezes que apresentei a dupla. O comentário era quase sempre o mesmo: “Ok, você está desenvolvendo um novo modelo de negócio, mas como esse SDK se transforma em receita?”. 

De fato, o meio não era uma solução: se ninguém pagasse por contas criadas através do Account Kit, o problema não seria resolvido. Ficou clara a necessidade de encontrar alguém que pudesse transformar um produto em receita.
Felizmente, não levou muito até que alguém do time comercial do Brasil enxergasse essas possibilidades, uma parte da história muito necessária, mas que não era meu forte. Passamos a trabalhar lado a lado para transformar um conceito, somado a uma porção de códigos, em uma apresentação de vendas.

[Problema] Não podemos nos basear em apenas dois modelos de monetização, precisamos criar mais um. [Meio] Através do Account Kit, será possível validar contas criadas fora dos modelos atuais. [Solução] Vamos oferecer a empresas parceiras todos os nossos produtos, para que eles sirvam de benefício para ações de engajamento e relacionamento da marca.

Final?

Em qualquer empresa não se produz praticamente nada sozinho, nem mesmo uma história. No fim das contas, eu não fiz muito; só fui insistente o suficiente para divulgar uma ideia na qual eu acreditava muito e tive a sorte de encontrar pessoas loucas como eu e dispostas a acrescentar um ponto nesse conto. O produto nasceu do debate de ideias, e cada nova visão ajudou a compor o roteiro final. Hoje já temos uma equipe com 10 pessoas e um MVP criado, além de termos conseguido colocar na rua as primeiras ações com clientes reais.

Aquela história simples, que demorou meses para ser convincente e trazer o primeiro desenvolvedor aliado, agora já está bem mais robusta e é aceita como argumento de venda por alguns parceiros comerciais. Ainda estamos nos primeiros passos dessa jornada, e muitas histórias certamente ainda serão escritas, mas já tenho uma certeza: elas terão muitos autores além de mim.

 

 

A creative and passionate professional, focused on the development of new interactive interfaces for customers and brands interaction. Large history in digital project management, from planning to delivery.
Four years of experience working with mobile marketing and content, mobile sites and apps, always working closely with the client, agencies, developers and users.
A Multitasking professional with large experience in UX, UI and graphic design. Self-learner, always hungry to learn more, and an illustrator in his spare time.

Posted by:Nuno Junior

A creative and passionate professional, focused on the development of new interactive interfaces for customers and brands interaction. Large history in digital project management, from planning to delivery. Four years of experience working with mobile marketing and content, mobile sites and apps, always working closely with the client, agencies, developers and users. A Multitasking professional with large experience in UX, UI and graphic design. Self-learner, always hungry to learn more, and an illustrator in his spare time.

Deixe seu comentário