Nos últimos anos, cultura organizacional virou pauta obrigatória – de startups a grandes corporações, a cultura se consolidou como tema tão importante quanto a escassez de talentos no mercado de tecnologia e people analytics para Recursos Humanos e CEOs. Como Socióloga, esse sempre foi um assunto que me atraiu e, particularmente, uma das principais razões pelas quais vim trabalhar na Movile, 3 anos atrás.

Falar da cultura organizacional de uma empresa é desafiador e, muitas vezes, até polêmico; quando falamos então, de um grupo de empresas, com negócios e níveis de maturidade diferentes, a complexidade só aumenta, mas também deixa clara sua importância. Há pouco mais de 5 anos atrás, a Movile era facilmente reconhecida como uma empresa descontraída, com sua identidade magenta única, e preocupação em equilibrar o ritmo intenso de trabalho com cuidado e diversão. Escritórios coloridos, impressora 3D para uso livre, drones, realidade virtual, geladeira de cervejas, e a adoção pioneira de práticas de cultura das mais inovadoras empresas do Vale do Silício eram temas de matérias nos principais meios de comunicação. Ainda que nossa cultura sempre tenha sido reconhecida, ela nunca deixou de ser nosso foco com o passar dos anos, e aí chegamos a uma das nossas principais características: se incomodar e mudar, sempre!

Dias atrás estava em uma conversa com nosso CEO, Fabricio Bloisi, sobre minha trajetória na Movile e falamos sobre o quanto muita coisa mudou ao longo desses anos, o quanto mudamos de um dia ou de um mês para o outro, e o quanto cada mudança é bem vinda na transformação da Movile. Com a nossa cultura, não poderia ser diferente. Desde que cunhamos a cultura Moviliana, o Jeito Moviliano de Ser, adições valiosas foram feitas: iFood, PlayKids, Maplink, Superplayer, Sympla, Rapiddo, Mercadoni, Zoop… Cada empresa que passou a integrar o Grupo Movile trouxe provocações e contribuições, e eis aí uma descoberta poderosa: toda nossa história de crescimento, fusões, aquisições, criações e reinvenções, foi pautada por elementos essenciais de cultura, nossas semelhanças e nossas diferenças. Nunca procuramos por empresas que copiassem fielmente nossos valores, mas que compartilhassem as crenças por trás deles. E isso é, sem dúvida, um baita diferencial das empresas do Grupo Movile e o que nos faz mais fortes a cada dia!

Temos um propósito comum!

Nossos escritórios continuam sendo incríveis, ainda temos gadgets e cervejas, mas isso tudo não é o centro da nossa cultura. Todas as empresas compartilham de um sonho único: melhorar a vida das pessoas. Esse propósito é o que faz com todos trabalhem intensamente em cada negócio, cada produto e serviço aqui dentro. Todo mundo olha para o mesmo objetivo, não importa se você está no QG azul da Sympla com seu pôr do sol de Belo Horizonte, no pub do iFood comemorando mais de 6 milhões de pedidos mensais, com a animada turma do Lupi de PlayKids, ou nos escritórios conceituais da Movile em que tudo remete a um app. Tudo o que cada colaborador do Grupo faz é pautado pelo nosso sonho grande, seja simplificando uma atividade de rotina, reinventando um segmento ou construindo um legado. Isso é o que move negócios distintos a construírem um ecossistema para melhorar e simplificar a vida de pessoas ao redor de todo o mundo.

Até hoje me lembro de um evento interno em que uma mãe compartilhou o quanto o aplicativo PlayKids a ajudava no desenvolvimento do filho autista. A sensação de fazer parte daquilo, mesmo que tenha sido contratando um estagiário que hoje desenvolve um pedacinho daquele aplicativo, trouxe uma carga de emoção e realização que nunca tinha sentido na vida profissional antes… Lidamos com casos como esse aos montes, todo dia. E você, tem se sentido sem fôlego pelo impacto que tem gerado no seu trabalho?

O que valorizamos por aqui?

Além do nosso propósito, compartilhamos de crenças que são facilmente identificadas quando você conhece de perto as empresas do Grupo, e o mais bacana, cada empresa tem a sua cara, autenticidade e identidade próprias para tornar essas crenças reais. Acreditamos em uma soma pouco convencional: cultura de resultados em um ambiente amigável. É incrível a forma tão particular que cada empresa faz isso acontecer. Cada empresa tem seu jeito de ser, cada escritório tem sua cara própria, cada negócio tem seus objetivos, mas é claramente perceptível que a cultura de resultados está ali, nos dashboards, nas metas, nos indicadores, e todo mundo se ajuda, o clima é descontraído, as pessoas sentem orgulho de pertencerem aos times. Work hard sempre foi parte da nossa rotina, as metas são sempre ousadas, mas trabalhar com um propósito de impacto, em um ambiente cheio de gente incrível, faz tudo ser mais prazeroso.

Existe ainda um ingrediente próprio: o senso de dono. É impressionante o quanto está no ar, na água, gruda na pele e, principalmente, no coração: todo mundo aqui sente que é dono ou dona do negócio. É intrínseco e inexplicável o quanto nos sentimos envolvidos, responsáveis. Fazer parte e construir são elementos que cada um vive intensamente em cada detalhe, em cada linha de código, em cada e-mail… Ouso dizer que esse é um dos mais fortes e orgânicos pilares da nossa cultura.

Somos todas empresas de tecnologia, mas não queremos somente adotar as tecnologias mais inovadoras pela hype, não queremos inovar apenas para desafiar o status quo. Acreditamos no uso da tecnologia e da inovação para resolver problemas que você, eu, pessoas comuns convivam diariamente. Por isso, não nos apegamos a tendências, mas sim em experiências; muito mais do que adotar uma tecnologia, praticamos a empatia, entendendo o que faz mais sentido para nossos clientes, o que gera mais valor, o que, de fato, vai melhorar vidas. Tecnologia e inovação são fundamentais para nossos negócios, estamos em um segmento que muda muito rapidamente, e acreditamos que, mantendo o foco no nosso sonho grande, temos que tomar as decisões e assumir os riscos que vão nos ajudar a chegar lá.

Depois de 3 anos convivendo com essa cultura e esse ecossistema, sabe o que mais me impressiona até hoje? As pessoas nas nossas empresas costumam saber os valores na ponta da língua, falam das nossas crenças nas postagens das redes sociais que fazem espontaneamente no dia a dia… E você, sabe os valores da empresa em que trabalha? Sente que vive suas crenças todo dia? Ainda perde o fôlego com o impacto do que faz?

Passionate for people and technology, organizational culture, generations, innovation and creativity.

My purpose is make companies best places to work, through a HR business oriented.

Posted by:Tatiana Garcia

Passionate for people and technology, organizational culture, generations, innovation and creativity. My purpose is make companies best places to work, through a HR business oriented.

Deixe seu comentário