Jefferson Silva, apaixonado por tecnologia, inovação e empreendedorismo, trabalha com desenvolvimento há cerca de 9 anos, dentre sistemas e plataformas móveis. Nos últimos anos se especializou no desenvolvimento de aplicativos móveis, entre projetos próprios para startups e empresas multinacionais.

Atualmente trabalha como Coordenador de Desenvolvimento na Wavy, uma das empresas líderes em marketplaces móveis e que conta hoje com cerca de 150 milhões de usuários mensais.

E sobre empreendedorismo, uma grande paixão, ele é o fundador do Blueper, uma plataforma de rede sociais para eventos.

Conversamos com o Jeff para entender um pouco mais sobre a sua experiência dentro do Grupo Movile. Vamos lá?

  • Como você entrou no Grupo Movile?

No ano que conheci a Movile, meio de 2014, eu estava trabalhando em São Paulo, em uma multinacional, Accenture. Mas queria muito voltar a trabalhar em Campinas e principalmente trabalhar em uma empresa com uma pegada mais de startup e focada em inovação.Então a Movile acabou me encontrando antes e o match foi certo! Entrei aqui de maneira despretensiosa e fui me apaixonando pela empresa cada vez mais. E assim já se passaram quase 5 anos.

  • O que você faz na Wavy?

Coordeno a equipe de desenvolvimento de smartphones da Wavy. Atualmente nosso time possui desenvolvedores iOS, Android, Unity e Q.A.s. A maior parte do meu dia é investida em ajudar a construir produtos que impactem de forma positiva a vida das pessoas. Isso junto de grandes parceiros, entre operadoras e TV, como a VIVO, Claro, TIM, SBT, Record e muitos outros.

  • O que fez você escolher entrar no Grupo Movile?

A cultura e o ritmo intenso. Gosto da forma como as coisas acontecem aqui, o tempo passa muito rápido na Movile. É como se dentro de 1 ano tivessem 3. Você trabalha em diversos projetos, metas e planejamento, você aprende e compartilha muito conhecimento de forma natural aqui.

  • O que mais você gosta no Grupo Movile?

Sem dúvida a cultura. O foco na inovação e no compartilhamento do conhecimento. Sou um amante por dar palestras e participar de eventos. E a Movile me proporciona incentivo para que eu consiga tocar isso que eu tanto gosto.

  • O que você espera do futuro no Grupo Movile?

Vamos focar cada vez mais em IA e em outros tecnologias disruptivas. Espero que no futuro trabalhemos cada vez mais na integração dos produtos dentro do grupo e em comunicações mais personalizadas com o usuário.

  • Compartilhe com a gente um grande desafio que você superou e os principais aprendizados

Quando a área de desenvolvimento Mobile da Wavy começou, eu era o único desenvolvedor. Na época chamávamos a área de Smartphones White Label. Então pode se dizer que foi um tempo bem difícil.

Basicamente 90% dos apps nos quais trabalhamos hoje são projetos que nem existiam há 3 anos atrás. Então, se programar para atender as demandas da época, estudar e planejar o desenvolvimento de novos produtos foi bem punk e de muito aprendizado.

Aprendi muito sobre confiança e trabalho em equipe, sobre poder contar com meus colegas e com as outras áreas da empresa. Também aprendi que o melhor é parar e estudar uma forma melhor e mais rápida de resolver um problema, do que ficar batendo cabeça e dizendo que não tem tempo para estudar porque tem trabalho. Você verá o quanto é mais produtivo parar para afiar o machado, do que ficar tentando derrubar árvores com um machado cego.

  • Quais são as dicas para quem quer fazer parte do Grupo Movile?

Busque conhecimento rs. Aqui na Movile tudo acontece muito rápido, projetos, tecnologias e processos. Então sempre estar atualizado do que é novo, ou mesmo do que será novo em breve, faz muita diferença. Participe das comunidades da sua área, participe de eventos, palestras e leia artigos sobre diversos temas.

  • O que uma pessoa que entra no Grupo Movile deve esperar e o que ela não deve esperar?

Sem dúvida um novo Moviliano não deve esperar que trabalhará na mesma coisa e da mesma forma por muito tempo. Aqui tudo muda muito rápido. Espere sem dúvidas pessoas conversando sobre novidades e querendo ouvir sua opinião, querendo que você compartilhe o que sabe, por que todos vão compartilhar muito com você.

Posted by:Jefferson Silva

Deixe seu comentário