Comecei minha carreira no Grupo Movile em 2013. Era estagiária de Marketing e cursava o terceiro ano da faculdade. Éramos em “poucos” na época, e como comunicação interna, lembro que pegava um megafone e passava o recado para todos de forma rápida e simples.

O contexto que vivíamos era muito diferente. Estávamos nos posicionando como líderes da América Latina, tínhamos acabado de montar nossa operação nos EUA, não havia unidades de negócio fora do ambiente Movile, entre outras peculiaridades. Mesmo assim, os desafios eram imensos, pois se tem uma coisa que nunca mudou foi o nosso sonho grande de impactar a vida das pessoas por meio das tecnologias e dos nossos produtos.

Lembro que, quando eu entrei, houve um susto inicial e a dúvida se eu daria conta diante das infinitas possibilidades e da autonomia que eu tinha para fazer e decidir as coisas, independentemente da minha posição. Hoje, eu posso dizer, “que delícia de susto”. Foi extremamente importante para o início da minha carreira poder passar por todos esses inúmeros aprendizados. Brincamos que, aqui no Grupo Movile, a curva de desenvolvimento e amadurecimento é acima da média e acredito que seja justamente por conta da nossa cultura de sermos todos donos do negócio e termos tanta autonomia no dia a dia.

Durante todos esses anos, muita coisa mudou, tanto na Movile quanto na minha carreira. Não queríamos mais ser líderes apenas na América Latina, mas sim globais! Expandimos as operações, investimos em novos negócios, formamos um time incrível, erramos muito e aprendemos rápido. Os desafios eram outros e cada vez maiores. Na minha área, a missão era clara: criar sinergia entre todas as empresas, facilitando a comunicação entre elas e alinhando as culturas, sabendo respeitar as diferenças e potencializar os valores comuns.

Diante de todas essas mudanças, a grande lição aprendida foi que precisamos revisitar sempre nossa cultura para que ela se mantenha alinhada. Depois disso, eu embarquei em uma jornada de imersão cultural para vivenciar e escutar nossas pessoas no Brasil, México, Colômbia, Argentina, além de desenvolver projetos para o grupo. Fui exposta a diferentes realidades dentro do nosso ecossistema e foi um processo de amadurecimento enriquecedor. Posso resumir essa experiência em alguns pontos aqui:

  • Trabalhar com cultura é trabalhar com a alma da empresa. É o seu jeito de ser, por isso é um assunto delicado. A partir dela atraímos talentos e retemos as pessoas dentro do nosso universo, dessa forma, não é um processo rápido, nem fácil para se revisitar. É necessário ouvir, acompanhar, monitorar, testar e ajustar constantemente.
  • Lidamos com pessoas, o nosso maior ativo. Entender nosso público é o grande diferencial para poder agir, já que o perfil das pessoas dita muito as ações e propósitos esperados. Com certeza, as necessidades das pessoas que entraram no nosso grupo, atualmente não são mais as mesmas. Além disso, as novas gerações trazem um novo olhar para o ambiente e a grande graça é equilibrar todas as visões dentro do nosso universo.
  • Percebemos que ações alinhadas com os nossos valores e o nosso propósito geram mais impacto e engajamento do que qualquer outra aleatória. Temos a constante preocupação de criar conexão em tudo que fazemos para gerar valor.
  • Mantemos uma comunicação alinhada e integrada entre todos. O que é feito para fora, replicamos para dentro e vice versa.

Recentemente, desenvolvi um projeto de cultura para a Mercadoni, em Bogotá. Quando escutei  o encontro mensal, pude ver o lançamento de algumas iniciativas e o impacto disso no negócio e na motivação das pessoas.

Hoje, atuando na Holding, e olhando para todas as empresas que fazem parte do nosso grupo, não sinto que estou na Movile há 5 anos. Sinto que faço parte do iFood, Zoop, Mercadoni, PlayKids, Maplink, Sympla, Rapiddo, Superplayer e Wavy. Esse leque de possibilidades me oxigena e, pra mim, é uma das coisas que mais me motiva em fazer parte dessa história para poder construir meu legado aqui!

 

At Movile, currently I’m responsible for Internal Communication & Employee Engagement and I interact with all offices in Latin America, EUA and invested companies (merger and acquisition environment companies). I’m passionate about people and how we communicate with them to achieve great results!

Posted by:Natalia Zeferino

At Movile, currently I'm responsible for Internal Communication & Employee Engagement and I interact with all offices in Latin America, EUA and invested companies (merger and acquisition environment companies). I'm passionate about people and how we communicate with them to achieve great results!

Deixe seu comentário