Minha história dentro do Grupo Movile começou em janeiro de 2017, quando fui contratado como estagiário no Mobile Dream, programa criado para selecionar e desenvolver pessoas ainda na universidade de acordo com a cultura da Movile, e acabei atuando em duas áreas: o time de Learning e o time de Employer Branding. Para isso, tínhamos um programa de desenvolvimento bem desenhado, um programa de mentoria para nos acompanhar e um onboarding super estruturado. Logo na primeira semana, tivemos uma agenda cheia de treinamentos e conversas com líderes das empresas do Grupo e estagiários tudo foi pensado e organizado para que nos sentíssemos preparados e tivéssemos todas as informações necessárias.

Dentre os diversos assuntos tratados, me lembro que todos eles tinham algo em comum: todas as pessoas envolvidas nas conversas afirmavam que tinham grandes metas e muitas possibilidades, que cada um crescia de acordo com sua velocidade de entrega e era  protagonista do seu próprio desenvolvimento. Para mim, um jovem da geração Z, isso soava como uma música; eu estava em uma empresa que não me colocava em uma caixinha e não me fazia cumprir um check list de treinamentos ou tempo de casa para ser promovido ou assumir novos desafios, eu apenas precisava merecer aquilo.

Hoje, dois anos após o meu início no Grupo Movile e liderando um time (três mulheres incríveis), fui convidado para dar algumas dicas de como um Movilian@ pode aproveitar ao máximo essa experiência e acelerar sua carreira aqui com base no que vivi  até o momento. Algo importante deve ser frisado: o que foi colocado aqui não é um passo a passo que garante o mesmo resultado para todas as pessoas, mas sim fatores importantes para a realidade do Grupo Movile e que, ao meu ver, ajudam as pessoas daqui a se desenvolverem.

  • Vá além do problema óbvio: muitas vezes, quando estamos inseridos em alguma realidade ou em algum projeto, tendemos a direcionar nossa visão para um problema que é extremamente óbvio para todos e focamos em resolvê-lo, – mesmo que não seja o a raíz do problema. Por isso, tente sempre ampliar o foco e a sua perspectiva para entender se aquele é realmente o obstáculo que gerará o resultado esperado e alavancará o seu projeto. Ou seja, procure ir além do que todos estão vendo e ataque um problema raiz;
  • Seja dono: uma pessoa que pensa e age como dono vai sempre tentar fazer mais e melhor para ajudar o time ou a empresa como um todo, para garantir que o resultado seja atingido. Agindo dessa forma você conseguirá entregar mais do que o comum, trabalhará por um propósito maior e terá uma visão mais profunda sobre o impacto de tudo que faz;  
  • Foque em seu desenvolvimento: durante o período inicial da sua carreira dentro de uma empresa, o principal foco precisa ser o seu próprio desenvolvimento. Isso porque você estará em um momento de aprendizado e deve aproveitar a fase para absorver o máximo possível do ambiente e das pessoas que estão por perto. Dedique um pouco do seu tempo para estudar novos assuntos e para se aprofundar em temas que podem ajudá-lo em suas tarefas ou mostrar novos caminhos para você e seu time;
  • Converse muito: você está rodeado de pessoas que já possuem experiência na empresa e no mercado, então não cometa o erro de se isolar. Converse com o maior número de pessoas que puder, troque experiências, peça a opinião dos seus colegas sobre o que você está fazendo e discuta novas ideias. Essa conexão com as pessoas e com o ambiente tem um valor enorme para sua carreira;
  • Busque  um mentor: o mentor ou a mentora é uma pessoa que te conduzirá em uma jornada de desenvolvimento. Será aquela pessoa que fará as perguntas difíceis, que irá cutucar onde sabe que dói e que, no final de uma conversa, deixará mais claro as opções que antes você não tinha percebido. Procure alguém que te inspire a ser alguém melhor e peça para essa pessoa ser sua mentora.

 

Além dessas dicas, recentemente participei de um evento representando o Grupo Movile, e uma das palestrantes disse algo muito interessante: existem dois tipos de “moedas” em um ambiente corporativo a serem acumuladas, a moeda do resultado e a moeda do relacionamento. A primeira você acumula quando gera um projeto legal, atinge metas ou estabelece uma régua alta de entregas. Porém ela é limitada, pois a partir do momento que as pessoas sabem que você manda bem, essa moeda deixa de ser acumulada. A segunda é recebida a partir da construção de relacionamentos e a partir do momento que você dedica tempo de qualidade para conhecer e escutar as pessoas.

A primeira moeda leva seu nome para o topo de uma lista e a segunda garante que tenha alguém na sala para falar sobre seu nome. Ou seja, trabalhe para que sua entrega seja a melhor, que surpreenda as pessoas e ajude seu time e empresa a irem em direção ao objetivo desejado. Mas busque garantir que você esteja constantemente construindo relacionamentos positivos e saudáveis com os outros  ao redor.

Estar como estagiário ou começando a carreira em uma empresa é uma oportunidade valiosa  de aprimorar-se, tentar coisas novas, aprender, errar algumas vezes e se preparar para dar seu próximo passo. Use essa oportunidade da melhor maneira possível. E não se esqueça que essas são apenas algumas dicas que podem ajudá-lo a acelerar seu crescimento durante o seu período de estágio ou início de carreira em qualquer que seja o lugar de trabalho. É importante que você conheça o ambiente em que está inserido para adaptar o que foi sugerido aqui para ter sucesso em seu contexto pessoal.

Posted by:Matheus Fonseca

Deixe seu comentário